www.guajarahoje.com.br
Sindicatos emitem nota de repúdio contra Governo em Guajará-Mirim Reviewed by Momizat on . Nós, servidores públicos estaduais de Guajará-Mirim, aqui representados por meio de nossos sindicatos (Sindsaúde (servidores da saúde), Sintero (educação), Sins Nós, servidores públicos estaduais de Guajará-Mirim, aqui representados por meio de nossos sindicatos (Sindsaúde (servidores da saúde), Sintero (educação), Sins Rating: 0
Você está aqui:Home » Notícias » Sindicatos emitem nota de repúdio contra Governo em Guajará-Mirim

Sindicatos emitem nota de repúdio contra Governo em Guajará-Mirim

nota de repudio

Nós, servidores públicos estaduais de Guajará-Mirim, aqui representados por meio de nossos sindicatos (Sindsaúde (servidores da saúde), Sintero (educação), Sinsepol (Polícia Civil) e Singeperon (agentes penitenciários) viemos a público mostrar nossa indignação e enorme repúdio com o atual Governo do Estado representado pelo Senhor Confúcio Moura, que vem se manifestando de forma nefasta e repugnante contra os servidores públicos.

Os servidores estão jogados às traças nesta cidade, enquanto nosso governador visa tão somente satisfazer seus interesses particulares, como é o caso de dizer em público que não tem dinheiro para melhorar os salários dos profissionais do Estado. Mas, por outro lado, enviou à Assembléia Legislativa o Projeto de Lei para a criação de 800 cargos comissionados com salários que variam de R$ 7.000,00 a 14.000,00.

Diante de tal afronta, nos resta o repúdio contra um governo que só enrola e não cumpre acordo e não respeita a classe trabalhadora. Se o governo tem dinheiro para contratar mais 800 cargos comissionados, com salários altíssimos, por que alega que não tem dinheiro para melhorar os salários dos servidores?

Por estas e outras razões que decidimos paralisar as atividades durante 72 horas, reafirmando a nossa posição contrária às ações e posicionamentos do atual governador do Estado de Rondônia.

Somos seres humanos, servidores e cidadão e merecemos ser reconhecidos e respeitados pelo nosso trabalho.

SINTERO / SINSEPOL /  SINDSAÚDE /  SINGEPERON

 Fonte: SINTERO

Sobre o autor

Número de entradas : 3469

Deixe um comentário

Todos os direitos reservados a GuajaraHoje

Voltar para o topo