www.guajarahoje.com.br
Polícia procura assaltantes que fizeram mais de 30 vítimas em Guajará Reviewed by Momizat on . Suspeitos usam moto preta e abordam pedestres e ciclistas com arma de fogo. Pelo menos 32 ocorrências foram registradas em dois meses, segundo a Polícia. [capti Suspeitos usam moto preta e abordam pedestres e ciclistas com arma de fogo. Pelo menos 32 ocorrências foram registradas em dois meses, segundo a Polícia. [capti Rating: 0
Você está aqui:Home » Polícia » Polícia procura assaltantes que fizeram mais de 30 vítimas em Guajará

Polícia procura assaltantes que fizeram mais de 30 vítimas em Guajará

Suspeitos usam moto preta e abordam pedestres e ciclistas com arma de fogo. Pelo menos 32 ocorrências foram registradas em dois meses, segundo a Polícia.

Onda de assaltos tem assustado moradores e a Polícia Civil está investigando as ocorrências registradas (Foto: Júnior Freitas/G1)

Uma dupla de assaltantes que já fez mais de 30 vítimas e age sempre em uma motocicleta preta está sendo procurada pela Polícia Civil em Guajará-Mirim (RO), a 330 quilômetros de Porto Velho. Nos últimos dois meses, pelo menos 32 ocorrências de roubo foram registradas na Delegacia Regional de Polícia Civil com as mesmas características dos suspeitos em vários bairros do município.

De acordo com a Polícia Civil, os criminosos utilizam uma arma de fogo para intimidar a vítima durante a abordagem e tem o aparelho celular como foco do roubo. Os assaltos geralmente acontecem a noite em ruas menos movimentadas e de pouca iluminação, o que facilita a ação dos bandidos.
 

Somente na noite da última sexta-feira (6), foram registrados três assaltos. As características do roubo são sempre as mesmas: dois homens se aproximam em uma moto preta e o passageiro anuncia o roubo com uma arma de fogo apontada para a cabeça da vítima e fogem levando o celular; a ação geralmente dura menos de 30 segundos.

G1 tentou contato com algumas vítimas dos assaltos, mas nenhuma delas quis falar com a equipe de reportagem sobre o caso.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a onda de assaltos tem deixado os moradores assustados. A orientação é que as pessoas evitem andar em lugares com pouca iluminação, além de evitar também a exposição de objetos de valor, como celulares e joias.

O Serviço de Investigação e Captura (Sevic) está investigando os crimes, porém, até o fechamento desta reportagem neste domingo (8), nenhum dos assaltantes havia sido identificado ou preso.

Fonte: G1 RO

Sobre o autor

Número de entradas : 3478

Deixe um comentário

Todos os direitos reservados a GuajaraHoje

Voltar para o topo