Nasce um novo dia
Estádio de Guajará tem apenas dois laudos e GEC pode jogar de portões fechados Reviewed by Momizat on . Estádio é a casa do Guajará no Campeonato Rondoniense. FFER diz que sem todos os laudos o clube não poderá contar com apoio da torcida [caption id="attachment_1 Estádio é a casa do Guajará no Campeonato Rondoniense. FFER diz que sem todos os laudos o clube não poderá contar com apoio da torcida [caption id="attachment_1 Rating: 0
Você está aqui:Home » Esportes » Estádio de Guajará tem apenas dois laudos e GEC pode jogar de portões fechados

Estádio de Guajará tem apenas dois laudos e GEC pode jogar de portões fechados

Estádio é a casa do Guajará no Campeonato Rondoniense. FFER diz que sem todos os laudos o clube não poderá contar com apoio da torcida

Estádio de Guajará-Mirim não tem dois importantes laudos (Foto: Júnior Freitas/G1)

Com apenas os laudos da Vigilância Sanitária e Engenharia emitidos, o Guajará pode ficar sem torcida durante os jogos em casa no Campeonato Rondoniense de 2018. Isso pode ocorrer porque a casa do time representante da cidade de Guajará-Mirim, o Estádio Municipal João Saldanha, ainda não tem os laudos do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar (PM) prontos.

O prazo de entrega, determinado pela Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), venceu no último dia 25 de janeiro e a prefeitura não providenciou os documentos a tempo.

Entenda a situação

O primeiro jogo do GEC em casa será só no dia 17 de fevereiro contra o Barcelona de Vilhena. Para que o João Saldanha recebe partidas profissionais são necessários quatro laudos: PM, Vigilância Sanitária, Engenharia e Corpo de Bombeiros, o que é exigido pela FFER e também pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A capacidade máxima do João Saldanha é de pouco mais de 1,3 mil pessoas. Os laudos devem ser renovados e emitidos anualmente, para que a estrutura seja liberada e possa receber o público em qualquer tipo de evento, sendo profissional ou amador.

Laudos

Até esta terça, 30, apenas os laudos da Engenharia e Vigilância Sanitária haviam sido emitidos, mas segundo a Prefeitura, a trava de segurança será instalada e a previsão é que no máximo até a próxima quarta-feira, 31, os outros dois laudos que faltam sejam emitidos e a estrutura esteja enfim liberada.

O GloboEsporte.com entrou em contato com a FFER para saber quais as consequências se os laudos não forem apresentados.

A instituição máxima do futebol rondoniense declarou que o time poderá mandar os jogos no estádio, porém sem nenhum torcedor e de portões fechados, ou ainda pode indicar um novo estádio, que esteja regularizado, para exercer o mando de campo com a presença dos torcedores.

 

Ainda de acordo com a FFER, o Guajará só poderá vender ingressos e abrir os portões novamente quando todos os laudos forem devidamente emitidos.

Guajará

Para o presidente do Glorioso da Pérola do Mamoré, Paulo Figueiredo, o Paulinho, esta hipótese esta fora de cogitação, já que o clube não abre mão de contar com o apoio de sua própria torcida.

– Não pode acontecer jamais, é vergonhoso. Vamos cobrar providências e faremos de tudo para que nosso estádio seja liberado sim, vamos correr atrás e tentar resolver o problema – disse.

Fonte: G1 RO

Sobre o autor

Número de entradas : 3658

Deixe um comentário

Todos os direitos reservados a GuajaraHoje

Voltar para o topo