www.guajarahoje.com.br
Brasil pode fechar semestre com recorde: cinco campeões do UFC Reviewed by Momizat on . O MMA Brasileiro já teve seu maior momento de glória em 2012, quando contou com quatro campeões do UFC ao mesmo tempo: Anderson Silva (médios), Junior Cigano (p O MMA Brasileiro já teve seu maior momento de glória em 2012, quando contou com quatro campeões do UFC ao mesmo tempo: Anderson Silva (médios), Junior Cigano (p Rating: 0
Você está aqui:Home » Esportes » Brasil pode fechar semestre com recorde: cinco campeões do UFC

Brasil pode fechar semestre com recorde: cinco campeões do UFC

jose-aldo-defendera-o-cinturao-dos-penas-no-ufc-rio-4-1370974276220_956x500O MMA Brasileiro já teve seu maior momento de glória em 2012, quando contou com quatro campeões do UFC ao mesmo tempo: Anderson Silva (médios), Junior Cigano (pesados), José Aldo (penas) e Renan Barão (galos). Mas a entressafra de 2013 para 2014 não poderia ter sido pior, restando apenas Aldo como dono de cinturão no país.

Mas 2015 começou com um cenário que era difícil de imaginar no ano passado, com uma renovação de nomes (apesar de alguns veteranos entre eles) que pode trazer o recorde de cinco cinturões do Ultimate ao mesmo tempo até o final deste semestre. Vou então contar quem são e quais são os desafios destes brasileiros pelo título de suas categorias.

Rafael dos Anjos – UFC 185 – 14 de março – Dallas – É o primeiro a puxar a fila. Tem pela frente o campeão dos leves Anthony Pettis, que vai para sua segunda defesa. O brasileiro está em grande fase, que além de vir de oito vitórias em suas últimas nove lutas, cresceu tecnicamente a olhos vistos, principalmente na trocação. Tem chance razoáveis de se tornar campeão, ainda mais se pegarmos a atuação de Pettis contra Gilbert Melendez.

Renan Barão – UFC 186 – 25 de abril – Montreal – O potiguar fará a revanche que teria acontecido no ano passado se não tivesse passado mal e desmaiado antes da pesagem. Ele tem o campeão dos galos TJ Dillashaw atravessado na garganta. Depois da surra que levou em maio passado, essa disputa virou algo pessoal para o brasileiro. Seu maior desafio será provar que pode ser novamente um campeão do dominante, mas está em um momento nebuloso.

Vitor Belfort – UFC 187 – 23 de maio – Las Vegas – Depois de três adiantamentos, finalmente o veterano vai enfrentar Chris Weidman pelo título dos médios – se não acontecer mais nada no meio do caminho. Em meio a muita polêmica sobre doping, o fato é que os dois estão há muito tempo sem lutar, o que torna o combate uma grande incógnita. O brasileiro deve ter mais chance nos dois primeiros rounds. Com o combate se estendendo, o campeão tem tudo para dominar com sua juventude e técnica.

 

Fabrício Werdum – UFC 188 – 13 de junho – Cidade do México – Já dono do cinturão interino dos pesados, o gaúcho é quem tem a vida mais difícil para ser campeão linear. Cain é um monstro quase sem falhas, uma maquina de bater com um gás de peso leve. Mas Werdum mostrou uma evolução impressionante nos últimos anos nas mãos do técnico Rafael Cordeiro e nunca podemos duvidar de um cara que finalizou o lendário Fedor Emelianenko.

 

José Aldo – UFC 189 – 11 de julho – Las Vegas – Já é segundo semestre, mas como ele é campeão, a conta continua a mesma. O campeão dos penas terá a maior luta de sua carreira contra Conor McGregor, mas não necessariamente porque é o rival mais técnico que ele já enfrentou. Mas a provocações do irlandês e maneira como estão vendendo este combate faz com que ele já seja um dos mais aguardados dos últimos anos no Ultimate.

Fonte: Uol

Sobre o autor

Número de entradas : 3469

Deixe um comentário

Todos os direitos reservados a GuajaraHoje

Voltar para o topo