Nasce um novo dia
Bancos de Rondônia estarão fechados nesta sexta-feira por conta da Greve Geral Reviewed by Momizat on . As agências dos bancos públicos e privados de Rondônia estarão fechadas durante todo o dia nesta sexta-feira, 28 de abril. As agências dos bancos públicos e pri As agências dos bancos públicos e privados de Rondônia estarão fechadas durante todo o dia nesta sexta-feira, 28 de abril. As agências dos bancos públicos e pri Rating: 0
Você está aqui:Home » Notícias » Bancos de Rondônia estarão fechados nesta sexta-feira por conta da Greve Geral

Bancos de Rondônia estarão fechados nesta sexta-feira por conta da Greve Geral

As agências dos bancos públicos e privados de Rondônia estarão fechadas durante todo o dia nesta sexta-feira, 28 de abril.

As agências dos bancos públicos e privados de Rondônia estarão fechadas durante todo o dia nesta sexta-feira, dia 28 de abril, por conta da Greve Geral e só reabrirão para atendimento ao público na próxima terça-feira, 2 de maio. É o que ficou decidido pelos bancários em assembléia geral realizada na terça-feira, 25/04, na sede do
Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO), em Porto Velho.

Os bancários e bancárias decidiram cruzar os braços neste dia 28 em protesto contra a Lei das Terceirizações e as propostas de reformas trabalhista e da Previdência, além de diversos outros projetos em tramitação no Congresso Nacional que propõem a redução de direitos da classe trabalhadora.

O mesmo aconteceu com diversas categorias de trabalhadores do campo e da cidade, numa clara demonstração de que a classe trabalhadora está unida na luta contra a retirada de seus direitos.

A Greve Geral vai reunir todos estes trabalhadores num grande ato que tomará os locais de trabalho e as ruas de Porto Velho e do interior, com paralisações, manifestações e passeatas. Na capital a concentração da Greve Geral será na Praça das Caixas D’Água, no Centro, a partir das 8 horas.

“Essa é a maior oportunidade que teremos de mostrar a estes poderosos e corruptos que não aceitamos nenhuma forma de retirada de direitos. Será um dia em que vamos todos cruzar os braços, sequer ir ao trabalho, em protesto a toda essa sanha implacável dos empresários poderosos, que odeiam a CLT e a Justiça do Trabalho, e querem, por meio dos políticos que eles patrocinam, acabar com os direitos dos trabalhadores e levar o país de volta à época da escravidão. Por isso conclamamos a todos os bancários e trabalhadores do ramo financeiro que não deixem de participar deste momento histórico e de extrema importância para o Brasil”, destaca José Pinheiro, presidente do SEEB-RO.

Fonte: Assessor de Imprensa do SEEB/RO

Sobre o autor

Número de entradas : 3815

Deixe um comentário

Todos os direitos reservados a GuajaraHoje

Voltar para o topo